7 de dezembro de 2018

Unidade de Cuidados Continuados Integrados - UCCI em parceria com Instituição de Ensino Superior - Unicentro





Os resultados da pesquisa intitulada “O perfil assistencial de uma Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) do interior do Paraná” foram apresentados à equipe de saúde da UCCI de Rebouças no dia 23/11/2018. O estudo, realizado durante o estágio em Saúde Coletiva do Curso de Fonoaudiologia da Unicentro, contou com a participação das acadêmicas Bárbara Reginato, Tania Meneghetti e Yasmim Tagliatela de Campos, da Profa. Luciana Carnevale e da Fga. Diovana Catarina Sabin, trabalhadora da UCCI.
            De início a Profa. Luciana enfatizou a responsabilidade social deste hospital de reabilitação, cujo atendimento é 100% SUS, por prestar serviços à comunidade, bem como constituir-se como cenário de prática na formação dos alunos de graduação em Fonoaudiologia. Nessa perspectiva, salientou a importância da construção de parcerias, a partir do estabelecimento de compromissos formais entre os Serviços de Saúde e as Instituições de Ensino Superior (IES). O entendimento é o de que os serviços são parceiros das IES ao pactuarem os campos de prática e os estágios de formação profissional. Segundo ela, grande parte dos egressos do curso se inserem nos serviços públicos de saúde e a oportunidade da vivência nesses serviços durante a formação acadêmica possibilita o conhecimento dos mesmos e que a atuação dos futuros profissionais esteja em consonância com o que preconiza nosso Sistema de Saúde.
            A docente afirmou a importância da realização da pesquisa na UCCI de rebouças para balizar as futuras ações do estágio de Saúde Coletiva envolvendo o Hospital:
“As IES têm responsabilidade social e devem estar envolvidas na produção e interpretação de dados demográficos, epidemiológicos e ambientais, consideradas as dimensões de risco, bem como acerca da vulnerabilidade das condições de vida da população do território onde estão situadas”.
            O estudo faz parte de um projeto que visa ao apoio técnico à reestruturação da rede de hospitais de pequeno porte vinculados à Secretaria Estadual do Paraná. A meta é fortalecer a iniciativa da criação de unidades de cuidados continuados, como a UCCI de Rebouças, contribuindo para o fortalecimento da implantação dos cuidados intermediários entre a Atenção Básica e os Hospitais de maior complexidade. A prof(a). enfatizou ainda que, atualmente, essa é a modalidade de serviços mais resolutiva no cuidado dos problemas crônicos de saúde, como no caso dos atendidos pelo Serviço.
            Foram recolhidos dados de 214 prontuários de pacientes atendidos na UCCI desde o início de seu funcionamento. Além do perfil sociodemográfico da população atendida, dados referentes aos hospitais referenciadores, características do atendimento prestado na UCCI, rede assistencial disponível e continuidade do tratamento dos usuários foram também analisados.
            O estudo evidenciou a importância deste serviço no cuidado dos agravos ocasionados pela agudização de doenças crônicas e pelas causas externas que exigem abordagens de cuidado relacionais e de menor densidade tecnológica.
            Tendo em vista o atual perfil epidemiológico da população brasileira e paranaense, a Unidade de Cuidados Continuados de Rebouças torna-se uma estratégia fundamental na tentativa de mudança do modelo assistencial centrado em procedimentos isolados e ações pontuais sobre problemas orgânicos. Fica evidente a necessidade de fortalecimento de redes entre o hospital e os demais serviços da rede de Atenção à Saúde, locais e regionais, bem como intersetoriais.




0 comentários:

Postar um comentário